diário de um urso de rua

urso no parapeito – 3 de janeiro de 2011 (ou Let it Rest)

Sonny Liston foi pra lona. Ele não sabia dançar.’
(Mário Bortolotto)

‘Caminheiro que passas pela estrada,
seguindo pelo rumo do sertão,
quando vires uma cruz abandonada,
deixe-a em paz dormir na solidão…’
(Castro Alves)

Porra, seria bacana se a minha sensibilidade coubesse dentro das garrafinhas. Se eu não acabasse as noites no parapeito e soubesse me divertir de um jeito normal. Foi o que pensei quando aquela bela garota espanhola veio conversar. Pero acabo aqui, siempre, no parapeito. É impressão minha ou eu também não acredito no amor? – era só o que me faltava. (talvez por isso minha leve inclinação a achar John Lennon um tanto babaca – embora ainda goste de Jesus Cristo). & seria bacana se não viessem jogar na minha cara que eu decepciono quem mantém aquela espécie de fé duvidosa em mim mesmo. Como se eu já não soubesse disso. O que eu posso fazer se nem eu espero alguma coisa de mim? Seria bacana se ela dissesse adeus e sumisse. Como um demônio que escolheu a alma errada e rasgou o contrato. Será que eles fazem isso? Fora a minha garota e o demônio, ainda, sempre vai sobrar alguém pra achar que eu bebo demais. Que sou deprimido ou qualquer merda do tipo. Pra tentar me curar com verdades inventadas. Bostas assim. Eu não bebo demais, acreditem. E eu sei lidar muito bem comigo mesmo. Se eu soubesse lidar com os outros como lido comigo, eu seria a porra do demônio em pessoa. Pense assim, garota. Pense assim, demônio. Me deixem bater uma no parapeito antes de ir pra cama. Me deixem assistir aquele velho filme coa Adele Fátima na sessão pornochanchada do Canal Brasil sem pausa pra atender telefone ir ao banheiro – tanto faz. Me deixem beber duas doses devagar no Van Gogh antes de pegar no sono ali mesmo e pegar o rumo de casa bem depois coa cara amassada. Apenas mais duas doses – elas nem balançam esse jovem urso fudido.  Eu não vou cortar a orelha. Eu não sou adepto à defenestração. Eu não vou dar veneno pro cachorrinho chato do vizinho que não para nunca mais de latir – ele é o demônio também. Vou colocar os fones e escutar Furry Lewis, Hank Willians, Pity Alvarez – ou o Charley Parker soprando. Eu fui à encruzilhada à meia noite e meu violão segue desafinado. Não é por isso que vou reclamar. Não é por nada. Deixem que eu me divirta coa minha velha metralhadora cheia de lamentos mágoas tristes constatações e afins. ‘Por que me miras, se no me tiras para bailar?’ Yo no bailo, nena, yo no bailo. eu disse pra espanhola. bruno bandido, prazer, cartum lauren gregg que a melissa mandou depois de ler o postenfermo del pié y cabeza.Talvez eu vá ao veterinário, talvez ele consiga umas receitas pra mim. Street Bear wanna beer. Porque os médicos, em geral, têm essa mania de querer pôr fim ao rock’n roll. Bem que eu podia sentir sua falta – bem que ela podia dar adeus e sumir e isso seria só o que me restava. Let it rest. Bem que podiam me deixar restando vivo e em paz.

Anúncios

6 Respostas to “diário de um urso de rua”

  1. paulo wainberg Says:

    Meu caro Bruno Bandido.
    Sou assíduo leitor do teu blog, aliás sou seguidor dele.
    Gosto da maioria dos teus textos, bastante criativos e muito bem escritos.´
    Parabéns.
    Tenho algumas coisas a conversar contigo, mas isto só se quiseres.
    Grande abraço, Paulo Wainberg

  2. Pedro Pellegrino Says:

    Grande frase “Porra, seria bacana se a minha sensibilidade coubesse dentro das garrafinhas”, abração,bróder.

  3. Aldo Jr. Says:

    Hey…
    Achei teu blog num link do blog do Bortolotto. Animal! Curti muito os textos e tenho passado diariamente (??) aqui pra ir lendo o que “perdi”.
    O parapeito é o ouvido dos desesperados. Ele também costuma me ouvir em muitas madrugadas. Se existe um bom amigo, ei-lo.
    Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: