tem um palhaço agressivo e um hooligan triste dentro do meu coração

duas maçãs e um maço de cigarros
[escondido na escada de serviço no intervalo de almoço
do trabalho]
– fico pensando em como te ensinei a mentir
& em como você não aprendeu muito bem.
uma negra passa.
penso em lamber seu rabo sem jamais dizer eu te amo.
seria apenas agressivo, se eu não fosse um palhaço.
seria apenas tristeza, se eu fosse um romântico.
o relógio passa, o maldito tempo que apenas passa –
por enquanto.
“ei, novato, você tá aqui”, me diz algum colega.
ééé, você me pegou.
“você é engraçado, bandido. você tem cara de safado,
parece um dono de boate que faz tráfico humano”.
olho pra ele sem dizer nada
me levanto e começo a subir
mesmo que ainda tenha um tempo, o maldito tempo
que apenas passa por enquanto.
eu poderia ruir
ter um ataque
de hérnia
ou sei lá.
não me interessa reclamar.
não sem a força do
lamento
de um coiote.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: