Grande TV

Assisti agora o fim de Mad Men. Nem é muito sobre o episódio final – o episódio final é bom, tem situações de fim de novela, mas eu não tenho nada contra um fim de novela bem escrito, e nos dez últimos segundos, quando tudo pode virar uma coisa muito ridícula, Matthew Weiner nos mostra pra que veio ao mundo. Na real, nessa última temporada (ou nas duas últimas, porque foi dividida em 14 episódios), a série chegou a um nível de perfeição que eles nem tinham mais como errar a mão. Era um puta episódio atrás do outro, e podiam fazer isso uma vez por semana durante o ano inteiro que eu duvido muito que ainda não fosse ser genial. Depois de Sopranos e Mad Men vai ser muito difícil a TV se superar (talvez se um dia deixarem o explosivo David Milch terminar uma série). Existem outras muito boas, eu até prefiro algumas do que essas duas, mas não tem como negar o que esses caras fizeram.

Enquanto isso, o Sundance Channel vem fazendo as duas melhores séries que ninguém vê da atualidade. Rectify e Red Road. São séries baratas, mas é isso, muito bem escritas. rectify_echols_560 O criador e showrunner de Rectify é Ray Mckinnon, bom ator coadjuvante do cinema, conhecido como o Reverend Smith de Deadwood (do David Milch) e como o agente Linc Potter de Sons of Anarchy. É sobre um cara, Daniel Holden, que ficou no corredor da morte por 19 anos e agora, com novas evidências de DNA, pode esperar novo julgamento em liberdade. Ela já tem duas temporadas, vai entrar na terceira em julho e tá cada vez mais bacana.

Red Road redroadtem um showrunner também pouco conhecido, Aaron Guzikowski, que, pelo IMDB, tudo que fez foi ser um dos roteiristas do filme Contrabando, com Mark Wahlberg, e escrever o bom suspense Os Suspeitos (o de 2013, dirigido pelo  Denis Villeneuve). Essa é uma série misto de drama familiar e policial, com um xerife lidando entre as duas comunidades de uma cidade pequena, os brancos e os índios nativos. Jason Mamoa, o Karl Drogo de Game of Thrones e futuro Aquaman no cinema, é quem faz um dos nativos principais. E falando em série com nativos, ela deixa ainda mais na vontade ver a HQ Escalpo, do Jason Aaron, na TV. Essa sim, se for fiel, talvez chegue ao nível de Sopranos. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: