Como tornar seu filho um Buda

Para Thales Minuzzi

“Deus protege as crianças obesas”,
antigo provérbio indiano.

“Dios protege a los niños obesos”,
antigo provérbio uruguaio.

O leite materno é fundamental, pelo menos até os seis anos. Junto a isso, use sempre maisena, miolo do pão e fubá.

Nas provas da escola, quando seu filho tirar mais que 4, leve o garoto ao McDonald’s. Nunca, em hipótese alguma, deixe de pagar um real a mais para aumentar batata e refri. Se seu filho não for dos mais espertos e receber notas abaixo da média – que, aqui, estabelecemos em 4 – não o deixe desanimar. Faça uma surpresa e traga pizzas para casa.

Em refeições mundanas, o prato sempre deve conter arroz, feijão, farinha e batata. O tipo de carne é opcional, mas dê uma chance ao cupim.

Pingue dez gotas de bourbon na boquinha da criança, de 12 em 12 horas.

Não deixe que se torne um gordo tímido que não fala com ninguém no recreio a não ser com a própria professora. Muito menos o gordo que usa seu senso de humor afetado para fazer amizades. Introduza hábitos adultos na rotina do seu herdeiro, hábitos que o tornarão único. Coloque um cantil com café, uma caixinha de fósforo e um maço de cigarros na sua merendeira, por exemplo.

Um filho gordo é muito bacana. Um filho gordo que fuma é a responsabilidade mais carismática que um pai pode ter.

Você já está cansado de saber sobre a fórmula especial do saudoso Biotônico Fontoura. Ela é tão importante em sua cozinha como o sal em abundância, o toucinho e o óleo de soja.

Amor, Sazon, tabletes de caldo de carne e tempero de Miojo são fundamentais.

Aprenda com os chineses a arte de fritar tudo.

Torne um ritual a arte de aproveitar bem os miúdos.

Água serve apenas para tomar banho e lavar as mãos. De resto – e até na hora de escovar os dentes – pode ser coca-cola.

Doces são bem-vindos, mas nem sempre. Um dulce de leche dos pampas, uma barra de Snickers molhada no leite moça como sobremesa aos domingos, ok. Mas pense no tipo de gordo que você quer que seu filho se torne. Um gordo de doce não é nossa missão aqui. Gordos de doce jamais tendem ao heroísmo. Os grandes gordos, os melhores gordos, os lutadores de sumô, são todos gordos de salgado.

O verdadeiro e magro tibetano Buda jamais se comparará ao nosso velho Buda bonachão. Sim, aquele mesmo, que é mais popular que os Beatles.

Bacon, por si só, é supervalorizado. Mas lembre-se que você sempre pode fritá-lo, triturá-lo e usar o resultado como tempero.

Se você não tiver problemas em patrocinar o tráfico de drogas, a larica é um hábito a ser explorado.

Ao contrário do que dizem as matérias especiais do Globo Repórter, a coluna do Dráuzio Varella e as nutricionistas do Fantástico, a obesidade do seu filho não será um problema de saúde que deva ser combatido. Lembre-se da nossa epígrafe lá em cima. E preste bastante atenção no mandamento derradeiro, que segue.

Libere sem medo o videogame. Como condição, porém, obrigue-o a meditar cinco minutos antes e meia hora depois de cada jogo. Se cumprido à risca, em alguns meses, o garoto deixará tudo isso de lado e se dedicará, em tempo integral, à comida e às viagens internas.

Pronto, seus medos e inseguranças a respeito da paternidade estarão resolvidos. Seu filho-buda divertirá seus amigos e todo e qualquer tipo de espectador do YouTube. Você será sim um bom pai.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: