o Apocalipse segundo demônios

1.

Agora há uma verdade idiota correndo em suas veias. Ela para e sofre. Como um leão abatido. Meu filhotinho de leão abatido, eu grito, ela dá risada. Pobre do tarado. Pobre do que caça feias na TV. Meu filhotinho de leão abatido me morde e depois circunda a casa cheirando as paredes. No cemitério de cavalos, eu peguei ele apagando os cigarros no peito. Só mais uma vez, ele dizia. Meu filhotinho é tão ingênuo. Dentro dele está o bebê de Rosemary. Se nascesse hoje, nasceria no ano do macaco. Pobres os anjos caídos. Que caçam buracos pra se satisfazer.

2.

Estou sentado há dois mil anos. Dois mil anos esperando o mundo acabar. Tive cachorros e gatos. Uma lebre, certa vez, veio morrer aos meus pés. É agora, pensei. E não foi. Teve a bruxa que arrancou o meu pau. Era feia como o demônio, mas quando corria pelada na selva resvalava impune pra dentro da beleza. Na noite do corte, lambeu o fio da faca e de dentro da língua nasceu um pássaro. Banhado em sangue, como os bebês. Tão pequeno, se aqueceu em minha mão. Mas cresceu rápido, e já era forte e voava. Deu três voltas sobre a minha cabeça. A bruxa tirou minhas calças e o grito que dei dizem que ninguém escutou.

3.

A solidão. Que piada.

4.

Um reality show culinário que não acaba nunca. Ninguém é mandado pra casa. Os participantes ficam lá cozinhando dentro do tempo das provas. Elas acabam. Eles são avaliados. Um ganha – uma gorda ou um chinês – e os outros são tão medíocres quanto o resto do mundo. A próxima prova vai ser difícil, diz o Chef. Quinze minutos pra se prepararem pra próxima prova. Eles ligam smartphones e consultam receitas. Ano após ano é assim, toda semana. Haverá uma morte com facas. Uma briga por sementes de tomilho. Eles vão envelhecendo, suas comidas vão ficando melhores.

5.

A mulher de Stênio Garcia, na noite em que vazaram os nudes, estava assistindo Mad Men. Fez questão de deixar isso claro na entrevista ao site de fofocas. Os nudes, então, ganharam outro aspecto. Se tornaram infinitos. Comprovaram, sem sombra de dúvidas, que o sentido da vida existe mas passa despercebido.

6.

Deus foi dormir tarde e levantou cedo porque queria caminhar com seu cachorro Miguel. Se demorasse, o sol ficaria forte demais e queimaria as patas de ambos. Deus tem patas calejadas e aguenta até meia hora no solo fervendo, Miguel é que logo pede colo. Além do mais, Deus queria caminhar uma hora. Não escovou seus pelos nem afiou seus chifres ou lavou o rosto, tratou de dar logo a ração de Miguel. O cão estava agitado naquela manhã, corria pela casa e foi uma luta até que sentasse pra colocar a coleira. Quando Deus abriu a porta, só aí percebeu que chovia. Tirou a coleira de Miguel, que não entendeu nada, e conseguiu pegar no sono apenas lá no fim da manhã.

7.

Taibele e Sabine pintavam as unhas enquanto os gatos lambiam suas axilas. A gata de Taibele é Samsa e o gato de Sabine é Juanes. Nos sonhos, Taibele disse, gatos são representações de demônios. Essa noite eu sonhei que um demônio rondava nosso quarto, quando acordei, Juanes tava em cima do seu peito, e o rosto dele era humano. Meu Deus, que coisa horrorosa, disse Sabine, e o que aconteceu? Aconteceu que eu acordei de novo, disse Taibele, e Juanes nem no quarto tava. Samsa sim, que dormia na gaveta de meias. Sabine deixou de pintar as unhas, deu um tapa em Juanes e foi até o quarto. Voltou com sua tesoura de corte e costura, parou em frente à Taibele, puxou um mamilo com o dedão e o indicador até que tivesse todo esticado e aí e o cortou fora. O grito de Taibele foi tão agudo que os gatos a imitaram. Já Sabine, ficou calada. Um conteúdo viscoso repleto de sangue começou a escorrer pelo seu novo buraco. Ela puxou o outro mamilo e o cortou também. Lá fora, dizem que o chão se abriu enquanto um bando de aves de rara beleza voava no céu sem nuvens.

3 Respostas to “o Apocalipse segundo demônios”

  1. aoliveirajunior Says:

    PORRA!

    Vai escrever bem assim na casa do caralho!

  2. b.m Says:

    Doeu meu mamilo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: